domingo, 20 de setembro de 2009

Para mudar o mundo é preciso conhecê-lo.

Não sei se existe uma pessoa que não fale bem da área na que é "formado". Logo - sigo essa tendência.
E resumo a Geografia com uma apresentação da capa de um dos livros que mais me influenciou na graduação e na vivência com a Geografia:

"Uma das razões de ser fundamentais da geografia é de dar conta da complexidade das configurações do espaço terrestre. Os fenômenos que se pode isolar pelo pensamento, segundo as diferentes categorias científicas ( geologia, climatologia, demografia, economia, etc) não se ordenam senão em grande espaços geográficos" (LACOSTE, 1997. verso da capa)

Ainda segundo o mestre Lacoste: "Todo mundo acredita que a geografia não passa de uma disciplina escolar e universitária, cuja função seria a de fornecer elementos de uma descrição do mundo, numa certa concepção 'desinteressada' da cultura dita geral..." (LACOSTE, 1997. p.21)
Ou seja, uma disciplina que não é perigosa.
A visão da Geografia como uma disciplina inofenciva hoje não se aplica mais. Qualquer geógrafo mediano sabe do que a Geografia é capaz, desde uma simples sala de aula até movimentos bélicos de grande envergadura.
Não vou me deter aqui rasgando elogios, pois considero-me geógrafo amante da Geografia. Prefiro que alguém conteste o título desse post - Para mudar o mundo é preciso conhecê-lo - e, depois que contestar, ache uma ciência capaz de coloborar de forma tão decisiva como a Geografia para que isso aconteça.

LACOSTE, Yves. A geografia - isso serve, em primeiro lugara para fazer a guerra [trad. Maria Cecília França] 4ed. Campinas: Papirus, 1997.
Quer ler o livro?
Clik aqui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada