sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Um exemplo de desequilíbrio ambiental



Entender o funcionamento do planeta é de suma importância para todo cidadão. Tarefa difícil até para renomados cientistas! Sei que muitos até entendem bem, só que em nome do dinheiro fingem que não entendem. Dão palestras e aulas como se o ser humano fosse o grande ser do planeta Terra, o todo poderoso que domina e entende todo processo vital do planeta.
Honestamente, e apesar de acreditar muito na ciência, acho que a fórmula para entendermos o funcionamento desse grande organismo chamado Terra está longe de termos.
Gostaria aqui de transcrever um acontecimento que ao que parece é um dos mais ilustrativos que relata um desequilíbrio ambiental provocado pelo homem. Vale lembrar que não é único e, pior ainda, não sabemos (ou não temos consciência) de demais desequilíbrios que podemos estar causando inconscientimente.
O fato ocorre por volta da décaca de 1950, em tentativas de combater a malária que vinha matando (e ainda mata) muita gente. Como combatê-la? Matando os mosquitos transmissores. Veja como:
"Às vezes, o envenenamento dos mosquitos trazia consequências inesperadas e desastrosas. Havia o caso de Bornéu, por exemplo. Ali, o DDT matou os mosquitos e também foi ingerido pelas baratas. As baratas não morreram, mas receberam tanto DDT em seus sitemas que deixaram doentes as lagartixas que vivem nas paredes das casas nos trópicos e comem as baratas. As lagartixas doentes ficaram tão lentas e desordenadas que os gatos podiam apanhá-las facilmente. As lagartixas envenenadas mataram os gatos, e não sobrou gato para caçar ratos, que começaram a percorre sem medo as vilas, despertando o temor pela peste. O risco de uma doença havia sido trocado pela possibilidade de outra. Novos gatos tiveram que ser levados de avião até as vilas para afugentar os ratos."

Fonte:
JEANETTE, Farrell. A assustadora história das Pestes e Epidemias [trad. Mauro Silva] São Paulo: Ediouro, 2003. pp.187-189.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada