terça-feira, 17 de novembro de 2009

Maquiavel, o governo, os professores e os deputados que votaram a favor do PLC 29.

Não vou me deter muito na explicação de meus posicionamento sobre tal PLC. Rapidamente acredito que a maioria dos professores não tem medo de serem avaliados, desde que de forma digna e que possamos colher os resultados coerentes. Prova para contemplar 20% dos professores da rede é dividir para melhor governar.
Muitos de nossos sindicalistas se preocupam mais com "excursões" para São Paulo com ônibus cheio e cabeça vazia. Enquanto o correto era usar das mesmas táticas para com nossos governantes, uma boa leitura de estratégica política e um setor de infiltração no governo por parte do sindicado e produção e divulgação de conhecimento adequado à conscientização do povo e da classe docente daria mais resultado.
Já que os professores não fazem isso o governo faz. Vejam um trecho de Maquiável e analisem se tem semelhança com a PLC 29:



"Quando surgiam disputas entre si, contavam com o apoio daquelas províncias, na medida do prestígio que haviam ali granjeado."



Em referência às disputas internas entre os povos que os romanos dominavam. Ou seja, quando esses povos estavam unidos Roma tinha mais dificuldade em executar seus projetos, quando se rivalizavam entre si o domínio era mais fácil.

Maquialvel nos ensina que quando um exército é destruído domina-se um país, mas temos que tomar cuidado com a família do antigo príncipe. E o que isso tem conosco? O exército de professores já foi destruído há tempo, a família podemos considerar os remanescentes dentro de uma escola que estão ali há tempo e se organizam nas decisões, e diga-se de passagem, decisões mais coerentes do que as do estado, então veio o tiro de misericóridia nessa família pois que:



"[...] aniquilada, desapareceria todo perigo, já que no país [leia-se na educação] ninguém mais tem prestígio com o povo."


Estou até imaginando aqueles 20% dos professores eleitos (eu posso ou não fazer parte deles, se não fizer não diminui em nada minha competência ou incompetência, visto que vou ser analisado apenas no conhecimento acadêmico e não na capacidade de atuar, que é subjetiva e prática) chegarem com um certo ar de superioridade, acredito que vão colar um adesivo do PSDB no lado esquerdo do peito. Enquando os que não conseguirem, e serão 80%, vão pensar que estão defasados.
Mas, se a prova for boa mesmo como sustentam a tropa de eleite do governo e a população pouco informada ou mal intensionada, por que não aplicá-la aos deputados e demais políticos? No mesmo molde que a nossa, além de passar na prova teriam que ter frequência regular, que maravilha hem...aqueles que vão lá só para votar e ainda votam por impulso, não leem nem o que estão votando.
Insisto! Estendam esse prova para todo mundo já que é a solução da educação. Advogados, médicos, engenheiros, etc. Por que só os professores têm que ser testados? Logo nós que necessitamos que nossa matéria-prima, o aluno, tenha o mínimo necessário de interesse para que o processo ensino-aprendizagem aconteça. Um doente obviamente quer ser curado e o médico atua nesse sentido, o aluno não tem, às vezes, nem o que comer, não tem uma família e eu tenho que ensiná-lo tudo aquilo que a humanidade acumulou e nem sequer tá dando certo.

Chega!

........................................................................................................................................................

........................................................................................................

...................................continue quem quiser. Se a mente estiver vazia para encher as linhas acima procurem saber mais.

Vejam aí os deputados que votam contra a classe de professores, lembrem também de Maquiavel e digam a eles:



" Não devemos injuriar alguém do qual precisamos do seu serviço."

DEM
Edmir Chedid
Estevam Galvão
João Barbosa de Carvalho
Milton Leite Filho
PDT
José Bittencourt
Rogério Nogueira
PMDB
Baleia Rossi
Jorge Caruso
Uebe Rezeck
Vanessa Damo
PP
Mozart Russomano
PPS
Alex Manente
Davi Zaia
Roberto Morais
Vitor Sapienza
PRB
Gilmaci Santos
Otoniel Lima
PSB
Ed Thomas
Jonas Donizette
Luciano Batista
Marco Porta
Vinícius Camarinha
PSC
Said Mourad
PSDB
Analice Fernandes
Bruno Covas
Cassio Navarro
Celino Cardoso
Celso Giglio
Fernando Capez
Geraldo Vinholi
Hélio Nishimoto
José Augusto
João Caramez
Maria Lucia Amary
Mauro Bragato
Milton Flávio
Paulo Barbosa
Pedro Tobias
Roberto Massafera
Rodolfo Costa Silva
Samuel Moreira
Vaz de Lima
PTB
Campos Machado
Roque Barbieri
Waldir Agnello
PV
Camilo Gava
Edson Giriboni
Reinaldo Alguz

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada