quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Como e onde é feita a extração de minérios.


Os processos chamados tectônicos são os responsáveis pela formação de minérios, esses processos podem ser magmáticos, sedimentares e hidrotermais. Os depósitos de minerais são frequentemente associados a certos ambientes da tectonia global.
Em determinada região as características dos fenômenos que ali ocorrem colaboram para o surgimento de certos minérios. Vejamos alguns exemplos:
Nas margens divergentes oceânica (onde duas placas tectônica se afastam) é uma região propícia a ocorrência de sulfetos, lama metalífera, ofiolitos e cromita. Nessas mesmas áreas só que na zona continental, correm níquel, cobre, granitos estaníferos e opatita.
Nas margens convergentes (onde as placas tectônicas se chocam) em ambientes de subducção, onde uma placa entra debaixo da outra, p. ex.: cordilheira dos Andes, ocorre sulfetos, cobre, chumbo, zinco além de depósitos hidrotermais (zulfetos). Em ambiente de colisão, p. ex.: himalaia, na Índia, ocorre metais raros como estanho e tungstênio.
Nas margens passivas (que se encontram distantes das áreas descritas acima p. ex.: costa brasileira) encontram-se petróleo, gás natural, fosfatos, etc.
Esses são apenas alguns exemplos, para que geólogos possam descobrir a ocorrência de lugares onde os minérios possam ser explorados é um longo caminho. O objetivo consiste em descobrir corpos minerais que posibilitem a exploração em menos tempo possível como o menor custo.
Para isso os métodos, os critérios e os procedimentos são os mais complexos que se possam imaginar. Entra em cena os estudos de obras publicadas sobre o assunto (revisão bibliográfica), levantamentos geoquímicos, métodos de análise em diversos ambientes de formação geológica diversas, fotos de satélites, imagens aéreas, etc.
Vale lembrar que, apesar da figura do geólogo ser de suma importância, existem muitos outros profissionais envolvidos nos processo dentre eles: biólogos, geógrafos, engenheiros e cartógrafos.
Após a descoberta do minério e da viabilidade econômica várias máquinas e equipamentos começam a trabalhar para retirá-los da natureza, alguns minérios podem ocorrer mais superficialmente, outros em grandes profundidades, normalmente o minério é quebrado ou triturado para poder ser transportado. Feito isso, ele passa por várias transformações até se tornar um objeto e atender uma necessidade.

Referências:
TEIXEIRA, Wilson (et. al) Decifrando a Terra. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 2008.
SANTOS, Breno Augusto dos. Amazônia: potencial mineral e perspectiva de desenvolvimento. São Paulo: T.A.Queiroz; Ed. da Universidade de São Paulo, 1981.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada