26 maio 2010

As maiores multinacionais do mundo.

Vivemos numa época onde as multinacionais exercem significativo domínio nos Estados nacionais. Estes, para atrair IED (Investimento Estrangeiro Direto), acabam tendo que flexibilizar a economia e as normais fiscais e não raro, elaboram uma legislação ambiental menos rígida.
Usar o temo "maior" soa meio vago, o que implica numa necessidade de tecer algumas considerações para divulgar esse ranking. A classificação que o caro leitor verá a seguir é baseada no volume de negócios das empresas cotadas, empresas dos setores bancários e financeiros foram excluídas da lista.
O que se nota a seguir são 25 empresas hierarquizadas pelo volume de negócios em bilhões de dólares. Percebam que os setores de energia e automotivo lideram a lista.
Vamos as empresas.
Exxon Mobil (EUA) - energia;
Wal-Mart (EUA) - distribuição;
Royal Dutch Shell - ( Reino Unido e Holanda) - energia;
BP (Reino Unido) - energia;
Toyota (Japão) - automotivo;
Total (França) - energia;
Chevron (EUA) - energia;
ConocoPhillips (EUA) - energia;
General Motors (EUA) - automotivo;
10ª Ford (EUA) - automotivo;
11ª Volkswagem ( Alemanha) - automotivo;
12ª General Electric (EUA) - ind. geral;
13ª Daimler (Alemanha) - automotivo;
14ª Sinopec (China) - energia;
15ª Eni (Itália) - energia;
16ª Carrefour (França) - distribuição;
17ª PetroChina ( China) - energia;
18ª AT&T (EUA) - telecomunicações;
19ª Siemens ( Alemanha) - eletrônica;
20ª Honda (Japão) - automotivo;
21ª E.ON (Alemanha) - energia;
22ª Nestlé (Suíça) - agroindústria;
23ª ArcelorMittal (França) - siderurgia;
24ª Nissam ( Japão) - automotivo;
25ª Hewlett-Packard (EUA) informática.

Fonte:
Financial Times, "FT global 500", 2008 (http://www.ft.com/) apud DURAND, Marie-Françoise [et al.]. Atlas da mundialização: compreender o espaço mundial contemporâneo [trad. Carlos Roberto Sanchez Milani] São Paulo: Saraiva, 2009, p. 61.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada