segunda-feira, 7 de junho de 2010

África - pequena síntese geográfica.


Aspectos fisiográficos.
A África se situa numa posição que é a mais quente da Terra, pois 4/5 do seu território está entre os trópicos o que lhe dá, em linhas gerais, pouca variedade climática.
Quanto ao relevo, pode-se dizer que a África se assemelha a "um prato emborcado". Há predominância dos planaltos com altitudes média de 660 metros. O relevo, de certa forma, dificulta em partes a penetração e também é responsável pelo direcionamento da hidrografia. A África possui o maior deserto do mundo*, o Saara, que ocupa vastas regiões do norte do continente. E no sudoeste encontra-se o kalaari com aproximadamente 120 Km². Mesmo com várias extensões desérticas a África possui rios importantes e de grande extensão, dentre eles podemos citar o rio Nilo, o rio Congo e o rio Níger.
A vegetação é composta principalmente por florestas tropicais e equatoriais no centro-oeste, estepes e savanas que margeiam os desertos e as florestas e as vegetações desérticas que coincidem aproximadamente com os desertos.
Economia.
O continente sofreu muito como o sistema de colonização do século XVI que se intensificou no final do século XIX e início do século XX e, de certa forma, foi submetida a uma lógica que perdura até hoje. Visto que muitos países ainda se fazem presentes no continente em busca dos recursos naturais. Em especial países europeus, mas nas últimas décadas a presença chinesa e brasileira vem aumentando consideravelmente no continente.
O setor industrial, a grosso modo, não apresenta diversificação nem dinamismo suficientes que sustetem o desenvolvimento econômico. Possíveis exceções ocorrem com a África do Sul e o Egito. Angola e Nigéria vêm crescendo em ritmo considerável, mas não se sabe se sustentável.
O setor agropecuário está submetido quase que totalmente à logica capitalista atual. O continente produz gêneros que interessam aos países desenvolvidos que são os grandes consumidores e muitas vezes não possuem uma agropecuária para atenter de forma satisfatória o mercado interno.
O apatheid.
Apartheid significa separação, em africaner. Foi um regime de segregação racial praticado por política de Estado na África do Sul entre 1948 e 1994. À população negra era negado o acesso a espaços ocupados por pessoas brancas. Sistema que se baseava na superioridade racial branca, mas na realidade servia de estratégia para explorar terras cultiváveis e consolidar a dominação branca sobre à população negra.
O continente na globalização.
A África mantém um intenso fluxo comercial com a Europa e os Estados Unidos, de certa forma, com alguns países asiáticos. A China tem presença marcante no continente, investindo alto em recurso naturais, em especial, petróleo. O Brasil, ultimamente, vem se aproximando da África com intenção semelhante à da China. Grandes empresas brasileiras como a Petrobras, a Vale do Rio Doce, a Oldebrecht, etc., estão presentes em países como Angola, Argélia, Nigéria, Tanzânia Mauritânia e África do Sul.

*Considera-se como deserto real, ou deserto quente. Veja mais explicações sobre o assunto clicando aqui.

Referências:
DANIELLI, Sônia [et all] Projeto Araribá (Obra coletiva). São Paulo: Moderna, 2009. Ensino Fundamental -9º ano.
CASTRO, Therezinha. África: geohistória, geopólitica e relações internacionais. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1991.
Petrobras e Vale entram na corrida por reservas. Folha de São Paulo. B-18 dinheiro. 16 de set. 2007.
Sugestão de leitura:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada