segunda-feira, 7 de junho de 2010

A presença do Brasil na África.

Crédito da imagem: Suart Eman.
"O Brasil se encontra bem posicionado em termos geográficos, étnicos e culturais, tendo muito para exercer papel importante nesse novo mundo africano. Do mesmo modo que o mundo mediterrâneo na antiguidade o mundo atlântico possui certa unidade histórica, geográfica e cultural a que se superpõem as diferenças locais ou regionais." (CASTRO, Therezinha. África: geohistória, geopólitica e relações internacionais. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1991.p. 203.)
O Brasil demorou para perceber a impotância econômica e geopolítica que o continente africano podia oferecer. A China percebeu primeiro. Para José Flávio Saraiva (grande especialista em África e professor da UNB) o Brasil oferecia resistência histórica em se aproximar da África.
Mas, na última década o Brasil "acordou", o comércio as exportações e as importações com os países africanos praticamente quadrupicaram. Fator que contribuiu para que o Brasil aumentasse o número de embaixadas no continente.
Grandes empresas brasileiras estão presentes em muitos países africanos. Após o fim de muitos conflitos que assolaram o continente a economia volta a crescer. É tempo de reconstrução. E grandes empresas brasileiras como a Oldebrecht, a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez estão empenhadas na possibilidade de realizar grandes obras. Os recursos naturais como o petróleo, carvão; dentre outros, atraíram empresas como a Petrobras e a Vale do Rio Doce.
Para o presidente da Vale, Roger Agnelli, fazer negócio na África pode ser difícil, devido a instabilidade política e alguns conflitos que persistem, mas por outro lado é uma das poucas fronteiras naturais em expansão.
Em países como Angola e Moçambique (lusófonos), a presença do Brasil vai além das indústrias extrativistas e de construção. Há um consumo imaterial, programas de tevê e cantoras brasileiras tem presença garantida. Em Angola há shopping center com a rede Bob's, Ellus e livrara Nobel.
Referências:
Fuga de cérebros ameaça países africanos. Folha de São Paulo, A-18 mundo. 13 maio, 2007.
Petrobras e Vale entram na corrida por reservas. Folha de São Paulo. B-18 dinheiro. 16 de set. 2007.
Em dez anos, Brasil e África quadruplicam comércio. Correio do Povo. In: ADDI - Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial.
Sugestão de leitura:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada