sábado, 19 de junho de 2010

Quirguistão - síntese geográfica.

Imagem: Folha de São Paulo.
País da Ásia Central que já foi ocupado por vários povos e fez parte de muitos Estados. Diferenças étnicas e disputas por dominá-lo, motivados pela sua localização estratégica e pelos recursos naturais, deixaram a região muito instável desde a atiguidade.
Do século I a.C. até o século IV d. C. o Quirguistão fez parte do Estado de Kushan. Após a invasão dos euflitas a região passou a fazer parte do canado turco governado por Tumin e Istemi.
Do século VII até o século XVIII, a região onde se encontra o país foi dominada por vários povos dentre eles os mongóis que se miscigenaram com tribos turcas e etnias locais. Formando o povo quirguiz, cuja organização de sua sociedade era baseada na existência de príncipes e nobres. Os quirguizes ainda foram dominados pelos oirato-yungares para depois serem conquistados por tropas chinesas.
A presença russa na região se intensifica em 1862, quando esses apoiaram a rebelião dos quisguises contra o candado de Kokank e conquistaram Bichkek. Toda a região, que incluía partes de outros países que hoje estão constituídos ali, passou para o Império Russo sob domínio do czar Alexandre II.
Com o surgimento da União Soviética (1922) aconteceu a reforma agrária e surgiram várias indústrias (têxtil, tabaco, metais, etc). Essas mudanças causaram significativas mudanças nos povos até então com costumes nômades. A nova forma de administrá-los criou muitos descontentamentos e contendas que se arrastaram por todo período em que a União Soviética dominou a região (1922 -1991). Situação que provocou muitos choques entre os uzbeques e quirguiz.
Com o fim da União Soviética novos atores internacionais começaram a agir na região muito disputada por sua localização estratégica e seus recursos naturais. Em 1991, o supremo soviete do Quirguistão criou a nova república. Definindo-a como um Estado democrático e independente. Imediatamente o país reconheceu os Estados Bálticos: Estônia, Letônia e Lituânia. O primeiro chefe de Estado eleito foi Akaev (intelectual renomado) proibiu o partido comunista e assinou a ata de fundação da Comunidade dos Estados Independentes - a CEI.
A diversidade étnica do país, foi mantida unida por outros Estados dominadores e de certa forma sempre provocou alguns conflitos, desde a década de 20. Em 1990, um grande confronto deixou cerca de 300 pessoas mortas. Atualmente os confrontos voltaram à tona. Um golpe de Estado depôs Kurmanbek Bakev e o governo foi assumido interinamente por Otunbaieva. Novamente uzbeques e quirguizes entraram em confronto, os últimos acusam os uzbeques de servirem a interesses do Uzbequistão. A comunidade internacional fala em genocídio. Estima-se que 2.000 pessoas tenham morrido nos últimos meses.
A situação pode ficar ainda mais tensa. Rússia e EUA mantêm bases militares no país, fontes afirmam que os russos estudam o envio de tropas.
Dados:
Área - 198.500 Km²;
Pop. 5.482.200;
PIB - 5,5 bilhões de dólares (2008);
IDH -0,804;
Esperança de vida - 65,7.
Grupos étnicos:
Quirguizes - 64,9;
Uzbeques - 23,8;
Russos - 12,5;
Outros - 8,8.
Religião:
Predomina o islamismo 75%, Cristianismo Ortodoxo 20%, outras religiões 5%.
Referências:
Enciclopédia do Mundo Atual. [trad. Jones de Freitas, Japiassu Brício, Rento Aguiar]. 2ed. São Paulo: Terceiro Milênio, 2000. pp. 488-489.
Folha de São Paulo. Mundo 2, 19 junho, 2010.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada