domingo, 19 de dezembro de 2010

Mudanças na educação do estado de São Paulo.


O ano de 2011 começará com algumas mudanças na educação pública do estado de São Paulo. O governador eleito Geraldo Alckmin substituiu o secretário da educação Paulo Renato pelo reitor da Unesp, Herman Voorwald - time que está perdendo deve se mexer. Os desafios serão muitos, e mesmo não concordando com muita coisa na política educacional do estado, acho melhor torcer para que Herman consiga algumas melhoras.
Outra mudança interessante foi o aumento no salário do futuro governador - 26,1%. Em 2010, professores fizeram greve para repor o que foi perdido durante 10 anos com a inflação. Não fomos nem recebidos pelos responsáveis da pasta, uma política muito comum do PSDB.
Para o professor ter "aumento" tem que fazer a prova por mérito, ser aprovado e estar entre os 20% que se sairam melhor. Uma visão equivocada de achar que somente o academicismo e conhecimento técnico melhoram a prática na sala de aula.
Mas uma vez, comprova-se que a educação não é prioridade. A política sim. Salário de governador tem que ter aumento de professor...pra quê?
Não é esse o país que eu quero para meus filhos que, diga-se de passagem - estudam em escola pública.
Ao que tudo indica a grande mídia (jornais renomados, tevê, etc.) não está empenhada como devia na divulgação das mazelas educacionais, uma coisinha aqui, outra acolá surge às vezes. No jornal Folha de São Paulo, na seção painel do leitor, garimpei alguns descontentamentos, entre tantos, que merecem ser reverenciados e ocupar lugar de destaque nas páginas dos jornais. Pois que foram escritos por quem vive de fato numa sala de aula.
Vejamo-os.
"Professores
Desrespeitados, agredidos, humilhados, hostilizados, perseguidos, ameaçados e desvalorizados por essa nossa sociedade que está 'se lixando' para o conhecimento. E também pessimamente remunerados e...esfaqueados! Sinceramente, tenho muitomedo de ser professora.
Não quero essa vidad massacrante para mim. Vou caçar outra rumo! Credo cruzes!
Vou investir no meu sonho: ser escritora.
(Fernanda C. Gazola, graduada em letras - São Paulo-SP)"
Folha de São Paulo - Painel do leitor, 11 dez. 2010.
"Salários.
Caríssimo governador Geraldo Alckimim, o seu salário é dez vezes maior do que o de um professor. Para justificar seu aumento, o ideal seria qu eo senhor tivesse feito uma prova como a que os professores fizeram para conseguir um resjuste de 25% - rea-juste que foi concedido a apenas 20% da categoria.
(Mara Chagas, São Paulo-SP)"
Folha de São Paulo - Painel do leitor, 12 dez. 2010.
E que Deus tenha piedade de nós!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada