quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O Brasil ainda tem muito a melhorar na educação.

Escola de ensino fundamental na China, país que vem se destacando na educação. Imagem: Planeta inteligente.
O país melhorou em leitura, mas está atrás de muitos países. Os dados e as avaliações são da avaliação internacional chamada Pisa, coordenada pela OCDE (Organização das Nacões Desenvolvidas) que analisou 65 países.
O Brasil ficou nas últimas colocações. O pior resultado foi em matemática, 57º; em leitura e ciências a colocação foi 53º. Se considerarmos os 65 países, o Brasil, 8º economia do mundo, não vem investindo satisfatoriamente em educação.
A China se destaca em primeiro lugar em leitura, matemática e ciências. Países como Corea do Sul, Finlândia, Hong Kong, Taiwan, Cingapura, Canadá e Japão aparecem nas primeiras colocações.
O Brasil se assemelha com países como a Colômbia e Trinidad Tobago e fica atrás do Chile. Este último no ano 2000 apresentava patamares semelhantes ao do Brasil e hoje conseguiu significativos avanços.
O problema do Brasil pode se agravar se considerarmos que 19% dos brasileiros de 15 anos de idade não participa do exame, pois estão fora da escola ou não alcançaram a primeira série avaliada, a 7ª série.
A situação entre os estados brasileiros.
Distrito Federal, Santa Catarina e Rio Grande do Sul ocupam respectivamente 1º, 2º e 3º lugares. O estado de São Paulo ocupa o 5º lugar em leitura, o 8º em matemática e o 7º em ciências. Dentre os piores estados estão: Alagoas, Maranhão, Piauí Rio Grande do Norte e Acre.
Esse dados vêm comprovar a falta de prioridade na educação brasileira. Nota-se o porquê que a China é cotada para ser uma grande potência do século XXI, o país asiático entendeu a importância da educação para sustentar o seu crescimento.
Referência:
Folha de São Paulo, C-6 Ribeirão, 8 dez. 2010.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada