segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Rede urbana e hierarquia urbana.

Imagem: Geografia Hoje.

Os dois conceitos possuem algumas semelhanças, para melhor entendê-los, veremos-os separados e depois estabeleceremos relações entre eles.
Rede urbana.
Com raras exceções as cidades não estão isoladas umas das outras, elas estão interligadas principalmente por fluxos materias (rede de estradas, cidades, etc.), fluxos imaterias (comunicação, ideias, internet, etc.) e fixos (espaço geográfico). A existência da rede urbana está relacionada a essas condições que impõem movimentação de pessoas, serviços e mercadorias.
Hierarquia urbana.
Algumas cidades pelas suas características econômicas, populacionais e tecnológicas tornam-se centros de atração. Ou seja, polarizam algumas regiões em escala local, regional e global. Geralmente uma cidade mais populosa exerce influência sobre as menores, essas tornam-se centros de atração.
A tecnologia que possibilitam os fluxos que já citamos acima é o principal elo entre a rede urbana e a hierarquia urbana. Dentro de uma rede urbana há uma hieraquia urbana, onde algumas cidades, devido principalmente a capacidade populacional -econômica - tecnológia exercem influência sobre outras.
Textos complementares:
Redes urbanas.
"A rede urbana é formada pelo sistema de cidades, no território de cada país interligadas umas às outras através dos sistemas de transportes e de comunicações, pelos quais fluem pessoas, mercadorias, informações etc. Obviamente as redes urbanas dos países desenvolvidos são mais densas e articuladas, pois tais países apresentam alto nível de industrialização e de urbanização, economias diversificadas e dinâmicas, vigoroso mercado interno e alta capacidade de consumo. Quanto mais complexa a economia de um país ou de uma região, maior é a sua taxa de urbanização e a quantidade de cidades, mais densa é a sua rede urbana e, portanto, maiores são os fluxos que as interligam. As redes urbanas de muitos países subdesenvolvidos, particularmente daqueles de baixo nível de industrialização e urbanização, são muito desarticuladas, por isso as cidades estão dispersas no território, muitas vezes nem mesmo formando propriamente uma rede."
Hierarquia urbana.
"Desde o final do século XIX, muitos autores passaram a utilizar o conceito de rede urbana para se referir à crescente articulação existente entre as cidades, como resultado da expansão do processo de industrialização ou urbanização, no mesmo período, na tentativa de apreender relações travadas entre as cidades no interior de uma rede, a noção de hierarquia urbana também passou a ser utilizada. O conceito foi tomado do jargão militar, em que há, de fato, uma rígida hierarquia, ou seja, o subordinado tem de se reportar ao seu superior imediato. Assim, por exemplo, no exército, o soldado tem de se reportar ao cabo, que por sua vez tem de se reportar ao sargento, que tem de se reportar ao tenente, capitão etc. sempre num crescendo de poder e de influência, até chegar ao topo máximo da hierarquia, que seria o cargo de general. Desse modo, fazendo uma analogia, a vila seria o soldado e a metrópole completa, o general. Logo a metrópole seria o nível máximo de poder e influência econômica e a vila, o nível mais baixo, e sofreria influência de todas as outras. Desde o final do século XIX até meados da década de 70, foi essa a concepção de hierarquia urbana utilizada."
Referências:
ALMEIDA, Lúcia Marina Alves de; RIGOLIN, Tércio Barbosa. Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Ática, 2005.
Concepções da rede urbana. Por: Nair Scarfon. Cidade USP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada