segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

A importância da localização e orientação - as formas de se orientar.


Entender o espaço implica necessariamente saber se orientar e se localizar. Em determinada circunstância e despretensiosamente, às vezes, negligenciamos essas habilidades. Contudo elas são de extrema importância.
Antigamente navegadores, pescadores e viajantes não dispunham de objetos de orientação como os modernos GPS de hoje. Eles tinham que se orientar pelos astros, método que ainda hoje tem grande utilidade.
Qualquer engenheiro ou arquiteteto tem que ter noções de pontos cardeais para projetar suas obras, as janelas e o sistema de iluninação em geral só são possível com esse tipo de conhecimento. Apesar de ser mais raro nos dias de hoje, se você se perder em um mata, por exemplo, conhecer esses pontos fará grande diferença. Notem que sempre acontece de alguém se perder, como foi o caso de uma montanhista na serra do Mar do Paraná (clique aqui e leia a notícia) que ficou 17 dias perdida.
Tipos de orientação.
De modo geral temos os seguintes tipos de orientação.
Coodenadas móveis ou egocêntricas. Quando temos nós mesmos como referência, à direita, à esquerda, para frente e para trás. São muito práticas em espaços pequenos com pouca alteração, p. ex.: siga em frente e vira à esquerda, moro na primeira casa à direita em frente a uma grande árvore. Esse tipo de coordenada não é compreendido por certos povos, os falante do idioma guugu yimithirr só conhecem as coordenada fixas (leste, oeste, norte, sul) (leia mais sobre esse idioma).
Pontos cardeais. São as coordenadas fixas (norte, sul, leste, oeste, etc.) os astros nos dão as referências, p. ex.: o sol nasce no lado leste e se poe no lato oeste, cuidado. Melhor é falar lado, em vez de leste e oeste, pois que esse astro muda de posição durante o ano. Esse tipo de coordenada é muito eficiente principalmente porque não depende de sua posição que é móvel e sim de uma referência fixa. Por exemplo, a cidade B está a 20 Km a oeste da cidade A.
Coodenadas geográficas. É formada pelas latitudes e longitudes que formam uma quadrícula capaz de localizar qualquer ponto na superfície da Terra. Por exemplo, as coordenadas de São Paulo são as seguintes: latitude 23° 32' 51'' S (sul) e longitude 46° 38' 10'' O (Oeste).
Endereço. É a convenção de colocar nome em ruas, avenidadas, etc. cujas casas possuem um determinado número, se localizam em bairros, também denominadados que estão em região e cidades. Todo esse sistema de nomes nos orientam para que possamos achar um local.
Altura e altitude, em cima e em baixo. Altura se referente ao ponto onde você se encontra, p. ex.: que prédio alto! Altitude em em relação ao nível do mar, São Paulo está a 760m de altitude. Em cima e em baixo, são referência pessoais, podemos dizer: estudo no andar de cima. Mas temos que conhecer a orografia para falarmos, p. ex.: vou descer para o centro da cidade, ou vou subir para São Paulo. Se você mora em Campos do Jordão você desce ao invés de subir para São Paulo, agora se você está em São José do Rio Preto, aí sim você sobe para São Paulo.
Referências:
CDCC-USP-SÃO CARLOS.
Folha de São Paulo, Ilustríssima 9 jan. 2011.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada