terça-feira, 15 de novembro de 2011

Os biomas mais devastados do Brasil.

A ocupação do território brasileiro ocorreu no sentido litoral-interior, assim, os biomas localizados próximos ao litoral foram os que mais sofreram intervenções e devastações. Em especial a Mata Atlântica e os Biomas Litorâneos. Porém a devastação vem alcançando todos os biomas do Brasil, abaixo vejam alguns dos principais biomas que estão sendo devastados e quais as possíveis causas principais dessa devastação. 
Mata Atlântica. É o bioma mais devastado do Brasil, hoje restam em torno de 7% de sua área original. Localizada numa área de ocupação antiga a qual hoje conta com 112 milhões de pessoas,  sofreu impacto desde a colonização portuguesa no século XVI, cultura de cana-de-açúcar, café, industrialização e urbanização e demais práticas agrícolas figuram entre os principais motivos motivos que colaboraram com a devastação.  
Cerrado. Segundo bioma mais extenso do Brasil, 48% de sua área original já foi devastada, técnicas agrícolas como correção de solo permitiram a expansão de práticas agrícolas como produção de grãos, o que causou grande impacto. 
Caatinga. Este bioma já perdeu 45% de sua área original, muitas de suas árvores e arbustos são derrubados para fazer lenha e abastecer siderúrgias e fábricas de cerâmicas.
Biomas Costeiros. Nesse bioma existem centenas de ecossistemas que estão sendo ameaçados principalmente pela urbanização e a poluição.   
Campos Sulinos. Um bioma do exrtemo sul do Brasil que se estende pelo Uruguai e a Argentina, vem sendo devastado por práticas agropecuárias e industrialização que causam compactação do solo, contaminação e assoreamento de rios.
Amazônia. Ainda é um dos bioma mais preservado, 17% de sua área já foi perdida pelo desmatamento. Mas mesmo assim se mantém no lugar de maior floresta tropical do mundo, como causa dessa devastação estão a ocupação desordenada: estradas, projetos de mineração e agropecuária.
Pantanal. Ao lado da Amazônia também está relativamente bem preservado, perdeu em torno de 4% de sua área original, principalmente por efeito de práticas como construção de mini-centrais hidrelétricas, desmatamento e práticas de turismo.
Referência:
Guia do Estudante, Atualidade. Ed. Abril, 2012.  

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada