quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A expansão muçulmana.

Expansão inicial do Islamismo. Imagem: História Net

O islamismo, elemento religioso unificador da civilização islâmica, surgiu na Península Arábica no século VII, e em pouco mais de cem anos teve uma expansão surpreendente. Atingiu vastas regiões da Ásia (até o subcontinente indiano), o norte da África e a Europa.
Uma religião que nasceu entre o povos árabes, daí o fato de relacionarem a cultura árabe ao islamismo. Mesmo outros povos sendo praticantes dessa religião, como os persas e os indonésios. As características geográficas da península arábica favoreciam o comércio, devido às dificuldades de se cultivar na aridez aliado à descontinuidade das áreas que eram povoadas. De modo geral, foi o domínio de territórios, rotas e cominhos que facilitou a expansão do islamismo.
Mas além disso, o islã tem atributos doutrinários e religiosos que possibilitaram sua expansão e incorporação aos povos conquistados. Seus valores são muitas vezes comunitários e são aplicáveis tanto na vida como na morte. "A interpretação da lei, o direito, sempre ocupou um lugar relevante na história do islã." [1].
Ainda na atualidade é a religião que mais cresce em número de adptos, sendo superada apenas pelo cristianismo. Estima-se que haja 1,6 bilhões de praticantes, o que representa 23,5% da população mundial. Uma das explicações (ainda que parcial) para essa expansão atual, reside no fim do socialimo que deixou um certo "vazio" que foi ocupado por essa religião nos lugares onde o marxismo influenciava. Surge, também por essa época, grupos radicais armados que difundiram o islamismo: Hamas, Jihad, Hisbolah, etc.
Referências:
VESENTINI, josé William. Geografia: geografia geral e do Brasil. vol. único. São Paulo> Ática, 2005.
São Paulo (Estado) Secretaria da Educação. Caderno do professor: geografia, ensino fundamental. 8ª série, vol. 3. Maria Inês Fini (org). São Paulo: SEE, 2009.
[1] GAARDER, Jostein; HELLEREN, Victor; NOTAKER, Henry. O livro das religiões. São Paulo: Cia. da Letras, 2005. p. 127.
Sugestões de leituras:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada