domingo, 10 de agosto de 2014

As áreas anecúmenas. Regiões pouco povoadas.

Deserto do Saara
Existem áreas no mundo que são pouco povoadas pelos seres humanos, fatores de ordem natural impossibilitam uma ocupação homogênea. São as chamadas áreas anecúmenas.
O termo população pode ser referir tanto a seres humanos como a qualquer outro organismo vivo. A vida para se expandir enfrenta alguns limites, vários fatores agem como facilitador ou dificultador de uma maior ou menor concentração. A condição climática nos dá um grande exemplo de como a vida vegetal acompanha o condicionamento do clima. Estudos relativamente recentes nos mostram, portanto, que alguns organismos são capazes de viver em condições nada favoráveis como: de temperatura (quente ou fria) extremas, pressões altíssimas, salinidade excessiva, gases tóxicos, etc. Estudiosos comprovaram essas possibilidades no fundo dos oceanos e em lugares como a Antártida.
O ser humano possui um fator que o diferencia sobremaneira dos demais animais, mais que qualquer outro, ele tem a capacidade de criar condições para tornar os lugares habitáveis. Isso é notado desde quando morávamos em cavernas, enfrentamos glaciações, usamos o fogo e a pele de animas para nos proteger do frio. Com o uso de tecnologias o ser humano também muda curso de rios, aquece ou resfria o ambiente; em síntese, é muito capaz de habitar praticamente todos os lugares.
De todo modo, há exceções. Ter a capacidade de habitar todo lugar não é o único fator que dever ser considerado, pesa aí o custo benefício de uma ocupação. Assim, gasta-se menos (em esforço físico, ou dinheiro) para se concentrar em cidades ou desenvolver práticas agrícolas em lugares próximos à solos férteis e nas planícies. Lugares esses que são os mais povoados desde a antiguidade.
O contrário disso, ou seja, é muito dispendioso (a não ser para fins estratégico e com poucos indivíduos) ocupar uma região desértica, montanhosa e recobertas por grandes florestas ou grandes camadas de gelo. São justamente essas as regiões anecúmenas.
Podemos citar as principais regiões anecúmenas:
  • os grandes desertos - Saara, o Astraliano, o deserto de Gobi, o Arábico e o Kalaare;
  • as regiões muito frias - a Antártida, a Sibéria, partes do norte do Canadá e da Groelândia;
  • as regiões montanhosas - algumas regiões da Cordilheira dos Andes e da Cordilheira do Himalaia;
  • as regiões densamente florestadas - amazônia, florestas equatorias do centro da África e da Indonésia, algumas regiões recobertas pela floresta de Coníferas na Rússia e no Canadá.
Abaixo notem: trecho da Amazônia, região da Antártida e picos andinos.



Referência:
ROSS, Jurandyr L. (org) Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1998.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada