segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A cultura melanésia.

Imagem: Oceania - pequena em tamanho, enorme em descobertas.
Os melanésios formam um povo da Oceania que habitam várias ilhas. Uma região que ainda é possível encontrar comunidades autôctones que resistem à dominação e mantêm sua cultura.
Conheça mais sobre os melanésios.

Melanésios: uma cultura sobrevivente.

"Os povos de origem melanésio (do grego melas, negro, e nesio, ilhas) habitam um grupo de ilhas do Pacífico sul. com Nova Guiné, Nova Caledôn ia, Vanuatu, Salomão, Fiji, santa Cruz, bem como outras ilhas menores, nos arquipélagos de Bismarck e das Lusiádas. Por suas características antropológicas, constituem uma única população básica. Devido à pigmentação escura da pele e ao cabelo crespo, foram classificados no passado com negróides. Contudo, estudos recentes vinculam esse grupo aos papues e ate´às comunidade aborígenes da Austrália.
Por outro lado, constatou-se que sob uma mesma denominação, melanésios, incluem-se pelo menos dois povos e culturas diferentes.
Os primeiros melanésios chegaram provavelmente do sul do continente asiático, há cerca de 40 mil anos. Há pelo menos nove mil, a base de subsistência dessas comunidade passoua ser a agricultura, como o cultivo da cana-de-açúcar.
Mais tarde, essas comunidades também se especializaram no comércio e nas técnicas marítimas, como a pesca, por exemplo.
Em geral, se deslocavam em pequenos grupos, cuja permanência em algum local dependia do ciclo de duraçao dos cultivos. Os melanésios falam diversos idiomas, que incluem cerca de 400 dialetos. O principal deles, que é praticadoem Fiji, é falado por cerca de 334 mil pessoas, sendo empregado em jmornais e publicações oficiais. outros dialetos são o motu, roviana, o bambatana, o tolai e o yabem.
Em termos religiosos, o cristianismo foi ganhando espaço e substituindo paulatinamente as formas religiosas tradicionais, embora algumas comunidades ainda preatiquemos ritos de iniciação cósmico ou a feitiçaria.
Nos dias de hoje, a cultura ocidental alcançou as aldeias mais remotas, onde é possível observar certas formas de organização em relação aos produtos importados. Em campensação, nas áreas marginais sobrevive a cultura tradicional e é mais forte a resistência à cultura ocidental dominante."
Fonte:
Enciclopédia do Mundo Atual. [trad. Jones de Freitas, Japiassu Brício, Rento Aguiar]. 2ed. São Paulo: Terceiro Milênio, 2000. p. 366.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada