domingo, 28 de dezembro de 2014

Geografia física, conceito de frente. Frentes frias e quentes.

Mapa representando o avança de uma frente fria.
Frequentemente ouvimos na tevê o termo frente, às vezes podemos ter algumas dúvidas. Normalmente se considera como frente uma zona de instabiliade provocada pelo encontro de duas massas de ar.
Segue abaixo um trecho para elucidar melhor esse conceito.
 "O encontro de duas massas de ar de características diferentes produz uma zona ou superfície de descontinuidde (térmica, anemommétrica, barométrica, higrométrica, etc.) no interior da atmosfera, genericamente denominada frente. Essa superfície de descontinuidade ou de transição é estreita e inclinada, sendo que nela os elementos climáticos apresentam variação abrupta."
Essas formações avançam pela superfície em formato de arco, tendo em sua origem um centro de alta pressão e na extremidade um centro de baixa pressão. No hemisfério Sul as frentes avançam em direção ao norte com a embocadura voltada para o sul, ao contrário, as frentes quentes traçam um desenho inverso, ou seja, com uma embocadura voltada para o norte.
A frente fria ocorre quando o ar frio empura o ar quente para cima e para frente. Isso acontece porque o ar frio é mais denso e pesado.
A frente quente ocorre quando o ar quente consegue empurrar o ar frio, pelo fato do ar quente ser menos denso que o frio, esse tem mais dificuldade de empurrar o ar frio. Assim, a linha de frente configura-se como uma cunha formada pelo ar frio na base e o quente sobe ele.   
Referência:
MENDONÇA, Francisco, DANI-OLIVEIRA, Inês Moresco. Climatologia: noções básicas e climas do Brasil. São Paulo: Oficina de Textos, 2007.pp. 104-105. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada