terça-feira, 26 de abril de 2016

Astrologia: origens e significado.

A astrologia é um campo do conhecimento não científico que surgiu há aproximadamente 3.000 a.C na Mesopotâmia. Fundamenta-se na movimentação dos astros e na influência que esses podem causar em nossas vidas.
Sua origem a coloca como um dos campos de conhecimento mais antigo da humanidade, juntamente com a astronomia, ciência que estuda os corpos celestes - ambas têm origens tão remotas que fica difícil identificar qual é mais velha.
Supõem-se que a astrologia antecedeu a astronomia. Visto que seu campo de conhecimento é voltado ao simbólico em contraposição com a razão sistematizada.
Talvez sua origem tenha sido da astrolatria, o homem "primitivo" não encontrava explicação para os fenômenos que via e os consideravam como coisas sobrenaturais que tinham poder sobre coisas naturais, dessa forma os astros passaram a ser idolatrados (MOURÃO, 2002). Esse foi um possível surgimento da astrolatria que seria a propulsora da astrologia.
Por sua vez, ao que tudo indica, a astronomia passou a fazer parte da astrologia e até o século XVI parece que as duas caminham juntas, ou pelo menos havia pouca distinção entre elas.
O mundo acadêmico considera a astrologia como uma "falsa ciência" (MOURÃO, 2002. P.475) ou ainda como se pode notar em "Astrologia não é Ciência" ( http://astro.if.ufrgs.br/astrologia.htm).
Apesar disso, ou seja, de não ter o status de ciência, ela atrai a atenção de muitas pessoas nos dias de hoje. Quem nunca leu o horóscopo em um jornal? Independente se se crê ou não, não raro damos uma conferida.
Não são poucos os sites que trabalham nessa linha de astrologia, e não duvidamos, são bem acessados.
O que queremos esclarecer aqui e é uma linha que norteia esse blog, a astrologia não pode ser compreendida pelos métodos científicos. Não provarão nada se tentarem olhá-la com um "olho" científico.
A astrologia faz parte de tradições e conhecimentos ligados à subjetividade, que escapa a razão. Nela pode estar contidos conhecimentos que escapam das análises científicas, visto que a ciência não detêm todo o conhecimento e nem toda a verdade, isso até mesmos cientistas (não todos) concordam, como é o caso de Attico Chassot, que tem a seguinte visão sobre a ciência: "Existe, porém, uma gama de conhecimentos que não estão nos livros e que a Academia deconhece" (CHASSOT, 1994. p.177) se formos analisar por esse ponto de vista há algo de coerente na astrologia, mesmo que a razão não identifique.
Além do mais, antigas religiões como o hinduísmo, o judaísmo com sua cabala, e muitas tradições esotéricas tem realizado estudos interessantes nesse sentido. E também, não nos esqueçamos que muitas festas e tradições (algumas até católicas) nasceram em uma época em que astronomia e astrologia pouco se diferenciavam, são as provas de que os astros sempre tiveram grande importância para a humanidade.

Referências:
FREITAS, Morão Ronaldo Rogério de. O livro de ouro do Universo. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002.
CHASSOT, Attico. A ciência através dos tempos. São Paulo:Moderna, 1994.
Imagem, além de likada eis o site:
http://transcomunicacao-instrumental.blogspot.com/2009/01/humanos-um-passo-adiante-rumo-evoluo.html
Sugestões de leitura:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada