quarta-feira, 21 de junho de 2017

Fatores que potencializam o bullying.


O bullying e o cyberbullying vem acontecendo com muita frequência nas escolas, entender os fatores que potencializam tal prática é essencial para professores e gestores. 
O trecho a seguir nos dá um bom esclarecimento sobre esses fatores.

"Quem está familiarizado com o ambiente escolar sabe bem das preocupações e quais são as situações ou diferenças que potencializam a Programa de Prevenção ao Bullying. É comum vermos como vítimas, crianças e adolescentes introvertidos, aqueles que têm performance mais baixa que os demais, que tenham letra feia ou certas dificuldades, além disso, podemos encontrar aqueles que têm alguma deficiência física, motora ou mental, excesso de peso, aparência diferente do que a de costume, de acordo com a sociedade, entre outras questões. 
Com o avanço da tecnologia, além de o bullying ter passado a ocorrer também no ambiente virtual (cyberbullying), muitas vezes, acaba por ser um provocador de bullying presencial. Nos dias atuais, é comum casos de crianças e adolescentes se deixarem fotografar ou filmar, ou mesmo elas próprias se fotografarem e encaminharem as imagens para um namoradinho ou pretendente. Depois já sabemos o final, não é mesmo? O problema é que todos se voltam contra a criança ou o (a) adolescente, até mesmo os amigos, tornando essas pessoas alvos de crítica e bulling. 
Sinais de bullying.
Muitas vezes, não se percebem os sinais de que o jovem está sendo vítima de bullying, isto porque em alguns casos o jovem já tem por perfil um ânimo mais introvertido, mas em muitos casos a mudança é nítida e normalmente as vítimas apresentam dificuldades de relacionamento, tornam-se mais introvertidas do que o normal, inclusive nas relações familiares, trancam-se no quarto, têm queda no rendimento escolar, entre outros.
Em alguns casos é preciso acompanhamento psicológico e até psiquiátrico com a intervenção medicamentosa. No Brasil, o histórico de suicídios de vítimas de bullying não alcança a quantidade de outros países, por exemplo, os Estados Unidos, mas é possível encontrar alguns casos publicados e divulgados na internet."¹

1. Guia do Professor. Programa de prevenção do bullying e cyberbyllying. OAB, 2016. pp. 13-14. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada