sábado, 3 de dezembro de 2016

Pedagogia nas empresas. A empresa como ambiente de aprendizagem.

Ibc-Instituto-Brasileiro-de-Coaching-Curso-de-Palestrante

As situações de aprendizagem não estão restritas às instituições de ensino. Na verdade, toda relação social (trabalho, vida pessoal, amorosa, diversão...) promove situações de aprendizagem.
As empresas são ambientes propícios ao desenvolvimento dessas situações, só  que muitas vezes não são reconhecidas como tal. Isso ocorre por que as situações de aprendizagem em uma empresa não são sistematizadas para que produzam efeito. Assim, elas acabam ficando dispersas entre departamentos e pessoas, o que acaba refletindo no funcionamento geral da empresa e comprometendo o lucro.
Organizar e sistematizar situações de aprendizagem em uma empresa consiste em orientar funcionários para que suas ações sejam capazes de promover desenvolvimento e aprendizagem de toda equipe. O resultado final será notado em especial nos clientes, figura indispensável para obtenção de bons resultados econômicos.
Às vezes, pode passar desapercebido, um funcionário que demonstra pouca habilidade de comunicação ou comete uma gafe perante um cliente. Isso pode gerar um desconforto irreversível. O profissional da pedagogia é capaz de dar orientações para que circunstâncias assim ocorram o menos possível.
Exemplificando mais, um funcionário que lida inadequadamente e com falta de respeito com gays, homossexuais, travestis, pessoas que professam religiões diversas da sua etc. Esse funcionário pode comprometer a empresa em alguns casos. Ter informações a respeito de como lidar com isso é importantíssimo.
A pedagogia empresarial pode atuar da seguinte forma:
  • Treinamento na área de ética e atendimento ao cliente, principalmente com funcionários;
  • Instruções para promover desenvolvimento e aprendizagem, envolvendo a gestão e podendo se estender a demais funcionários;
  • Noções comportamentais, uso de redes sociais  e etiqueta;
  • Capacitação na área de conhecimentos gerais (noções básicas de economia, política, cultura e comunicação verbal e não verbal;
  • Instruções na área de ética, moral, diversidade de gênero e diversidade religiosa e cultural.
_____________________
Se você se interessou nesse tipo de serviço entre em contato pelo link abaixo e saiba mais.

Mini curso gratuito - Como fazer um TCC,

Apresentação.
Esse breve curso aborda rapidamente alguns tópicos sobre como se faz um TCC. O objetivo é apresentar ao cursista de  de forma rápida e objetiva uma modalidade de trabalho muito usada em cursos superiores.
Parte I. Definindo o TCC.
Um TCC - Trabalho de Conclusão de curso - é um trabalho acadêmico exigido para colação de grau e finalização de seu curso superior. É um trabalho autoral que visa iniciar o aluno de graduação no campo da pesquisa em níveis de pós-graduação e aferir qual a capacidade desse aluno de realizar pesquisas e obter conclusões.
Ressaltamos que um TCC é realizado, na maioria das vezes, em forma de monografia. Contudo, existem situações em que são solicitados artigos e banners, esse último menos comum. Aqui, você aprenderá um pouco sobre como realizar um TCC na forma de monografia.
Parte II. Como começar um TCC.
A grosso modo, temos dois tipos de TCCs: levantamento de hipótese e compilação de dados. Ressaltamos aqui que as instituições costumam ter normas específicas que regem esse tipo de trabalho, as quais podem apresentar diferenças com o que estamos divulgando nesse curso.
Levantando hipótese.
Quando falamos em levantamento de hipótese significa que o cursista deve levantar algumas questões iniciais e procurar respondê-las antes de iniciar o trabalho. Por exemplo: por que os alunos de 6º anos são os que mais reprovam? Notem a abrangência dessa pergunta e o número imenso de respostas que ela pode provocar.
Bom, feito isso, você inicia uma nova fase antes de iniciar o TCC. Agora você fará um recorte do tema. Você fará perguntas capazes de especificar o máximo possível para que não ser perca durante a execução do trabalho. Por exemplo: alunos de 6º ano de que escola? pública ou particular, de uma rede inteiro, talvez um município, ou apenas de determinada escola, de escolar públicas centrais ou periféricas? E assim por diante. Esse procedimento vais gerar fundamentação e facilitar suas análises.
Vale lembrar que um TCC pode ter elaborado com base em mais de uma hipótese, contudo a complexidade vais aumentando.
TCC de compilação.
Não confunda compilação com plágio. Plágio é algo abominável no mundo acadêmico, pessoas já perderem título devido à plágio. Uma compilação consiste na reunião de textos que estavam dispersos com o objetivo de gerar um conhecimento novo, ou uma conclusão que não era possível devido a esses textos estarem dispersos.
Não pense que é mais fácil. Tanto um TCC de levantamento de hipótese como um de compilação demanda muita pesquisa. No primeiro, você terá que levantar informações que comprovam ou refutem àquelas questões que você formulou. Deve tentar achar as fontes mais confiáveis possíveis em livros, outros TCCs, dissertações, teses, documentários, entrevistas etc. No segunda forma de elaborar um TCC, a de compilação, você deverá suspeitar de que, se tais ou quais textos que contêm certas informações forem juntados podemos concluir alguma coisa importante.
Umberto Eco, em seu livro "Como se faz uma tese" aborda plenamente esse aspecto de como se fundamentar para realizar um trabalho acadêmico.
como se faz uma tese umberto eco
Esse livro é de leitura imprescindível para qualquer universitário, através dele você terá uma noção mais aprofundada de como fazer seu TCC.
Parte II. Escrevendo um TCC.
Para se fazer um TCC devemos usar a linguagem formal e seguir algumas tipologias textuais. É justamente quando um aluno não segue esse tipologia que percebemos os plágios, a tipologia textual acaba por dar características próprias a um texto acadêmico. O autor dá um "toque pessoal" mas sempre seguindo um tipo de texto adequado ao trabalho.
Vejam um pouco sobre dissertação-exposição, um tipo de texto que pode ser usado em TCC:
"Apresenta um saber já construído e legitimado, ou um saber teórico. Apresenta informações sobre assuntos, expõe, reflete, explica e avalia ideias de modo objetivo. O texto expositivo apenas expõe ideias sobre um determinado assunto. A intenção é informar, esclarecer.  Ex: aula, resumo, textos científicos, enciclopédia, textos expositivos de revistas e jornais,  etc."
    Um outro tipo textual que pode ser usado dissertação-argumentação:
"Um texto dissertativo-argumentativo faz a defesa de ideias ou um ponto de vista do autor. O texto, além de explicar, também persuade o interlocutor, objetivando convencê-lo de algo. Caracteriza-se pela progressão lógica de ideias. Geralmente utiliza linguagem denotativa. É tipo predominante em: sermão, ensaio, monografia, dissertação, tese, ensaio, manifesto, crítica, editorial de jornais e revistas."
Esses são os principais tipos de textos, mais uma vez, é interessante consultar o manual de trabalho acadêmico de sua faculdade para ter certeza de especificidade de normas.
Sabendo dos tipos de textos necessários, agora é colocar a mão na massa. Não é nada recomendável usar em TCC ideias suas sem fundamentação. Por exemplo: eu acho, pensei em...  e qualquer outra abordagem que não se fundamente em critérios científicos (pessoal, toda regra tem exceção, há universidades que já consideram algumas coisas pessoais, mas isso é outra história). Em síntese, você não pode escrever, via de regra, utilizando informações do senso comum  ou de forma literária. Veja bem, você pode usar informações do senso comum e literária, mas contextualizando com sua pesquisa.
Tudo que você escrever tem que estar fundamentado, por isso você tem que ser super organizado. Recomendamos três passos nessa etapa:
  1. Escolha os textos para ler, pode ser livros, sites, teses, textos jornalísticos etc. Mas tome cuidado! Verifique o seguinte: quem escreveu, qual a experiência e titulação da pessoa, quando ela escreveu, qual a editora, gênero do texto, se o texto é reconhecido no mundo acadêmico etc.;
  2. Escolhido os textos e antes da leitura, anote: nome do autor, editora, cidade na qual a editora publicou, data da publicação e páginas lidas. Essas informações serão importante para as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) a qual dispões das regras para trabalhos acadêmicos;
  3. Ao realizar a leitura anote as informações principais em um arquivo ou à mão em uma folha (à moda antiga), mas não se esqueça - quando você reler o que anotou deverá saber em qual livro, site ou veículo está essa informação.
Feito isso, você já pode começar a escrever. Não se esqueça - nada pode ser copiado. Você terá três opções, e todas devem estar presentes no seus trabalho : textos próprios apresentado um assunto. Por exemplo: segundo abordagem de Milton Santos vimos que a globalização produz efeitos perversos na sociedade... nessa parte parte já entra dois tipos de escrita, a paráfrase, conhecida como citação indireta ou a citação direta.
Veja as diferenças. Na paráfrase você incorpora a ideia do autor ao seu texto, você escreve a ideia do autor com suas palavras e faz uma citação de onde você tirou a ideia. Essa citação deve estar conforme às normas da ABNT. Ou você faz uma citação direta, ou seja, copia na íntegra o que o autor escreveu e cita-o.
Veja exemplos.
Paráfrase.
Aquino (1980, p. 19) observa que a arte gótica substituiu a arte românica na Europa Ocidental, a primeira nasceu na região de Paris e produziu grandes catedrais nos séculos XII e XIII.
Citação direta.
"Na Europa Ocidental, a arte gótica substituiu gradualmente a arte românica, da qual se originou. Nasceu na região de Paris e suas grandes catedrais dos séculos XII e XIII são sua maior expressão artística." (AQUINO, 1980. p. 19)
 Possivelmente outas tentativas fora disso caracterizará cópia e você incorrerá no plágio.
Parte IV. Estruturação do TCC.
Um TCC tem duas partes: a parte pré-textual e a parte textual. A primeira refere-se à capa, às dedicações, aos nomes das pessoas da banca, ao sumário, resumo e a bibliografia, pode haver outros. Os elementos textuais é a parte da produção intelectual do TCC. Mais uma vez lembramos, consulte o manual do trabalho acadêmico de sua faculdade, as regras podem variar um pouco entre as instituições.
Neste curso abordaremos apenas a parte textual, a qual dever conter: introdução, desenvolvimento e conclusão (ou considerações finais). Vamos analisar cada parte.
  • Introdução - é onde você dever apresentar suas ideias de forma clara e objetiva, mostrar o que você pretende trabalhar, explicara os conceitos fundamentais, o que motivou você escrever o TCC, quais as hipóteses que você levantou etc. Normalmente contém de três a quatro páginas.
  • Desenvolvimento - normalmente é a parte mais "complicada", pois e nela que você terá que desenvolver suas ideias, comprovar, mostrar como, fundamentar-se, discutir, citar pontos de vistas, usar os autores que autorizam sua discussão etc. Um TCC de graduação costuma conter em torno de três a quatro capítulos, cada uma com mais ou menos 7 páginas.
  • Conclusão -    nessa parte normalmente não se aborda nenhuma novidade, você vai apenas confirmar suas hipóteses, ou até mesmo refutá-las, mas apenas explicando como você chegou à confirmações. Costuma ser breve, às vezes uma página ou duas.
____________________
Se suas dúvidas persistirem solicite um orçamento para receber tutoria em seu TCC. Entre com contato através do link abaixo:


Como fazer um trabalho de faculdade.


Existe uma grande variedade do que podemos chamar de "trabalhos de faculdade", conhecidos como trabalhos acadêmicos. Esses podem ser, como na maioria das vezes são, escritos, ou ainda em forma de vídeos, maquetes, dramatizações etc. Neste post discutiremos um pouco sobre os trabalhos escritos.
Antes de mais nada, é bom lembrar que praticamente toda faculdade tem seu manual de trabalho acadêmico, o qual deve ser seguido. Porém, nossa preocupação aqui será mostrar como esses trabalhos devem ser escritos, e não necessariamente sua formatação.
Silvio Seno Chibeni nos coloca o seguinte:
"O que caracteriza um texto acadêmico é, antes de tudo, o seu objeto: ele veicula o fruto de alguma investigação científica, filosófica ou artística. Deve, pois, refletir o rigor, a perspectiva crítica, a preocupação constante com a objetividade e a clareza que são parte inerente da pesquisa acadêmica1."
Dessa forma, podemos dizer que um trabalho acadêmico deve ter fundamentação. Ou seja, em outras palavras e a grosso modo, todo processo de construção do trabalho deve possibilitar que os leitores possam entender o percurso (livros, teses, pesquisas etc.) que foram feitos para que quem escreveu pudesse chegar a tal conclusão.
Raramente seu ponto de vista é usado, o trabalho deve primar por análises de leituras, pesquisas, dados e investigações de modo que se estruture de forma clara e objetiva para que os avaliadores ou leitores possam confirmar ou refutar suas hipóteses.
É por isso que os trabalhos acadêmicos, via de regra, possuem uma leitura "chata", com parágrafos curtos e na maioria das vezes fazendo referências como: "na opinião de fulano de tal", ou: "conforme nos coloca beltrano", ou ainda: "nas análises feitas por sicrano" e assim por diante. 
______________ 

Nota.
CHIBENI,Sílvio Seno. Texto acadêmico. Unicamp. [online] http://www.unicamp.br/~chibeni/textosdidaticos/textoacademico.pdf Acesso 03/12/2016.
Sugestão imprescindível de leitura.
CHIBENI, Sílvio Seno. Texto acadêmico. Unicamp. [online] http://www.unicamp.br/~chibeni/textosdidaticos/textoacademico.pdf  Acesso 03/12/2016.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

O que são e quais são os países andinos.

Mapa da América do Sul com destaque nos países andinos.

Considera-se países andinos aqueles que possuem partes consideráveis de seus territórios no complexo geológico da cordilheira dos Andes, a qual corta a América do Sul, na parte ocidental (oeste), de norte a sul.
Os países andinos são os seguintes: Chile, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador e Venezuela. A Argentina possui uma pequena parte de seu território no complexo da cordilheira dos Andes, mas não é considerada um país andino. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Não encontrou o que queria? Pesquise na web.

Pesquisa personalizada